Novinha Mostrando Os Peito

28 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

visualizações

28 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Novinha Mostrando Os Peito

Novinha Mostrando Os Peito

Minha idade atual não importa, mas na época em que tudo começou eu tinha 18, talvez 19 anos. Eu até gostava da idéia.

Foi tirando a calça e de calcinha mesmo sentou no meu colo, nem precisei fazer força entrou tudo de uma so vez, uma bucetinha molhada, quente, apertadinha e sedente por vara. "– Juro, claro (ai é que mora o perigo, eu também sou mulher, se ela não segurou o segredo dela eu é quem vou segurar???)Tem uma japinha quer mora no mesmo condominio que eu, uma delicia de menina, ja bati varias pensando nela. Isto em alguns minutos fica seco…– Mas… não vais ficar aí deitada…– Posso ficar deitada na sua cama?(!!!!!!!!) Um corrente electrica subiu-me desde a ponta do piço até ao capilar mais alto do meu cabelo. E foi como ele me encontrou:suja da porra do cunhadinho. Chegamos ao acordo que era a hora de partirmos. Elas poderiam aceitar e ficar em nossas mãos, mas também poderiam achar tudo um absurdo.

Dei outro tapa na bunda vermelha da novinha e comecei a lamber o cuzinho rosa.

Notei que ele tinha ombros largos, grandes, da cintura para cima a estrutura era faraônica, imponente, certamente despertava interesse nas mulheres, porem a região das pernas não eram relaxadas, eram grossas, a batata da perna era proeminente, ou seja, não era igual a muitos bumbados que cuidam tanto do peitoral e barriga e esquecem as pernas, assim sendo ficam mais parecendo um funil, grande pra cima e fino para baixo, totalmente desproporcional. Marcelinha pediu para Claudia se levantar , ela também se levantou e sentou no sofá e ficou olhando para Claudia, e mostrando o meu pau, Claudia vem em minha direção e começa a mamar colocando os 17,5 até o fundo da garganta, parava uns 2 segundos com ele todo na boca, que putinha safada, sabia me deixar doido.

Aí ela me deu um bom papo e esperança de que poderia rolar alguma coisa a mais. Ela sempre via com umas brincadeirinhas pra cima de mim dizendo que eu era o sobrinho mais lindo da família, que se não fosse minha tia namoraria comigo e coisas do gênero. “No final desse corredor a esquerda.