Novinha Moreninha Tocando Uma Siririca Gostosa No Banheiro

visualizações

4 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

Novinha Moreninha Tocando Uma Siririca Gostosa No Banheiro

Novinha Moreninha Tocando Uma Siririca Gostosa No Banheiro

eu estava aqui deitada e de repente vejo do outro lado da rua um entregador tocando o interfone do prédio da frente, ele ficou um bom tempo lá e eu observando sem ele perceber rs, cheguei na varanda para conseguir lê o nome do restaurante q ele trabalha…. Mas aí ela levantou-se da cama e disse que ia ao banheiro.

Bem, voltando a Amity!! Ela e uma garota linda!! Uma oriental moreninha, com os cablos lisos e pretos, os olhos puxadinhos e castanhos! Mas o que mais me chamava atencao nela era que ela parecia um anjo! E isso mesmo, ela tinha quase 16 anos, como eu, mas parecia uma crianca, tanto de corpo, quanto na inocencia que ela passava! Ficava louva em perceber que esse anjinho nao tinha nenhuma malicia no olhar em relacao a ninguem e que era muito provavel que nao tivesse sequer dado seu primeiro beijo! Ficava louca de tesao!!! E cada dia que passava aumentava tambem o meu tesao e a nossa amizade… estava me apaixonando e isso fazia com que estivesse sempre do seu lado, fazendo as suas vontades, isso fez com que nos tornassemos melhores amigas! Ela era da minha turma na aula de educacao fisica, diga-se de passagem que tinhamos que nos trocar em um vestiario todos os dias, ou seja, eu ja tinha tido, varias vezes, a oportunidade de contemplar o lindo corpinho do meu anjo! E foi no vestiario que tudo aconteceu!!! Um dia, depois da aula, ela teve um problema e teve que conversar com o professor, eu e todas as outras garotas fomos nos trocar.

Eu perguntei o motivo de ele dizer isso, e ele disse que ele tava louquinho por mim, que queria foder comigo, que desde a primeira vez que me viu ele não consegue esquecer o meu jeitinho e nem o meu perfume, eu argumentei com ele dizendo que não podia rolar nada até porque ele era casado tinha até filhos, e ele me pegou nos braços fortes e quentes dele e perguntou se eu não queria nada nada com ele, ele me prometeu que se eu jurasse que não desejava foder com ele ele me soltaria, e eu não poderia mentir pra ele nem pra eu mesma, então fiquei quietinha enquanto sentia a respiração daquele negro, do sorriso envolvente e do olhar que deixa qualquer mulher com o psicológico abalado, então ele me pôs contra a parede, e me beijou a boca, eu fechei os olhos e me entreguei totalmente, não poderia nem me dar o desfrute de pedir pra parar de interromper por medo de meu papai ou minha mamãe nos pegarem no flagra, estava tão bom aquele clima de escondido é mais gostoso, logo ele parou o beijo e foi descendo a mão, pela minha barriguinha até chegar ao meu capozinho de fusca, que estava repartido no meio pela calça leggin, ele começou a esfregar o dedo do meio da mão dele no vão que a calça fazia na minha xaninha, começou a me masturbar por cima da calça e logo deu pra ele sentir o tecido úmido, ele cheirou o dedo e sorriu, eu fiquei constrangida por ele ver que eu estava molhadinha, mas como não ficar se eu morria de tesão por ele e ele tava tocando uma siririca gostosinha pra mim.

""Eu sou a Vera e sou filha de japoneses, tenho os olhos puxados, uma pele linda e um corpo maravilhoso, sempre fui muito assediada e já recebi varias cantadas de amigos e até de parentes, eu sei que o que mais chama a atenção dos homens é a minha bunda, que é bem redondinha e arrebitada, todos dizem que sou muito gostosa, eu já tive vários namorados e hoje eu sou casada, com um rapaz bem novinho de apenas vinte e um anos, eu também sou muito novinha, mas apesar dele ser um homem novinho, ele é muito inexperiente em relação a sexo.

Todos nós entramos e foram logo dizendo “olha bem, nós não queremos levar nada de sua casa, só queremos é comer essa gostosa com você olhando” Eu e ele esbravejamos de todas as maneiras (claro que eu estava fingindo).