Metendo De Quatro Na Gostosa

visualizações

77 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , ,

Metendo De Quatro Na Gostosa

Metendo De Quatro Na Gostosa

Quando estava sozinho com ela em casa eu a chamei para minha sala, no começo eu fiquei pelado é como sempre fiz ela passar a língua bem botãozinho no meu pau e na minhas bolas, me deixando muito excitado, enquanto ela fazia isso eu ia acariciando ela louquinho para foder aquela buceta gostosa que eu tanto cuidei e limpei tantas vezes, pois é, quando eu já estava morrendo de tesão eu a peguei e fui dando beijinhos nela para agradar até colocar ela empinadinha pra mim no sofá, ela me olhava como se quisesse dizer “finalmente você vai me comer gostoso né papai?” Ela piscava o cuzinho e mexia a bucetinha de um jeito excitante para mim, foi ai que eu a masturbeu e comecei abrir caminho com meus dedos para que depois eu pudesse colocar meu pau bem fundo, ela me olhava de um jeitinho lindo e era perceptivo que ela estava amando aquilo é estava extremamente excitada também assim como eu, bom eu fui colocando meu pau de vagarinho nela até conseguir meter tudo, eu segurava o quadril dela pra que pudesse terminar de colocar foi tão gostoso a primeira entrada pq ela estava quentinha e sim já estava molhadinha quase gozando, eu comecei fazer os movimentos de vai e vem metendo bem gostoso e cada vez mais fundo e com força, estava um tesão louco comer minha Dálmata de 4 e meu Pinto deslizava lisinho na buceta dela como se eu tivesse passado lubrificante, mas não, o único lubrificante era o gozo dela, bom eu continuei metendo até que resolvi fazer Éka deitar de ladinho comigo, bom a palavra “fazer” é um pouco forte pq eu fui virando e ela foi virando junto como se quisesse que eu a comece de ladinho, foi ai que eu comecei a caríciar de novo sem parar de meter, fui dando beijinhos nela e a deixando bem relaxada, estava muito gostoso e eu já tinha perdido a noção do tempo mas nada mais importava pq o prazer estava demais, eu comecei a colocar e tirar meu Pinto de dentro da buceta dela até que eu resolvi comer também o cu dela, eu fui metendo e metendo e metendo com tanta vontade que estava a ponto de gozar já, mas como meu fetiche ainda não tinha acabado e minha vontade era poder gozar dentro dela, eu já estava quente, suando e delirando de prazer, eu continuei com o ato até não aguentar mais e gozar bem gostoso naquele cuzinho maravilhoso, após isso eu fui tirando meu pau de vagar e pode ver aquela goza maravilhosa no vizinho dela, eu sorri e olhei pra ela fazendo carrinhos e ela me olhava como se quisesse me agradecer, logo após ela passou a língua novamente no meu pau e só depois fui lamber a própria buceta e seu cu (típico de cachorro mesmo). Domingo de manhã,… lá to eu denovo, peladaço de botas e chapeu, botei a ração, lubrifiquei bem a bucetinha, bati uma siririca, pra deixar ela bem estimulada e de cauda erguida, esqueci de dizer meu pau e a buceta dela ficavam na mesma altura, lambuzei o cacete de gel que nessa hora estava duraço, pincelei a racha varias vezes, ajeitei na entrada da bucetinha, fui empurrando e o cabeçudo foi entrando abrindo caminho bem devagar, entrou a metade facil, fiz um vai e vem gostoso, pra deixar ela com bastante tesão, tirava até na entrada e enfiava denovo, sentia ela fazer contraçao com os musculos em volta do pau, segurei a bunda dela com as duas mãos pra ela não sair pros lados, e fui enfiando o pau devagar, ela sentiu a pressão do meu cacete querendo entrar no cabaço , ela arcou as costas pra cima fazendo o mesmo movimento que faz quando vai urinar, e eu acompanhei o movimento fazendo pressão grudado nela, ficou parada e eu tambem, com o pau na porta do cabaço querendo entrar, ela contraia os musculos vaginais e quando soltava o pau entrava um pouquinho, foi fazendo isso, e empurrando a bunda pra tras, bem devagar de encontro ao meu cacete, que foi entrando centrimetro por centrimetro até entarr todo , meu pau latejava de tesão, sentindo os musculos se contrairem em volta dele, da cabeça ao talo aquela pressão gostosa, cara que delicia que é , puxei o pau até o anel e deixei ela contrair aquele musculo bem na cabeça do pau, foi demaissssss,Como ela estava bem calma , fui fazendo um vai e vem lentamente com o pau todo atolado naquele cabaço gostoso, naquela bucetinha quente e macia, apertada e suave ao mesmo tempo, parei mais um pouco pra sentir as contrações,… é uma delicia, ficava olhando meu pau todo enterrado nela….

Ela o chupou e depois ele repetiu o que eu havia feito, comendo-a de quatro em cima da cama.