El Gozo Mas Excitante

2 min

Categoria:

Tag:

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

El Gozo Mas Excitante

El Gozo Mas Excitante

– Respondi enquanto pegava minhas roupas espalhadas por toda sala.

– “Só porque você quer, que vamos dormir agora.

Ele foi desacelerando e meu marido também, acho que os dos parearam a 80 km quando ele começa o xaveco:Caminhoneiro: – Como é gostosa.

Toquei meus lábios devagar, pressionando-o sem fazer força, apenas um selinho.

O segundo guarda era bastante branco mas com os cabelos bem escuros e, além das calças apertadas, o que me chamou a atenção era a camisa dele.

"Aqui vai mais um caso que aconteceu com minha mulher Grazi.

A amiga aceitou e o rapaz, claro! Aceitou também.

Ela já estava louca, se contorcendo sem parar, me segurava pelos cabelos, me puxava, me apertava.

O pau dele era mesmo muito grande, e doía a minha boca.

Comessei a mamar ele e o uber metia atrás, já bem largo eles me.

– Vamos trabalhar meninas… Chega de bobeira… Estamos tarados por uma boa foda! – Vamos dar um descanso aquela ali, que está bem baleada.

Certo dia durante as férias do fim do ano, eu acordei molhada de tesão, tinha tido um sonho daqueles, ainda era cedo, então me masturbei até todo mundo acordar, lá pelas dez horas, eu me arrumei e levantei, minha mãe tinha saído com o meu irmãozinho, pra casa de uma amiga e ficaria fora a tarde inteira, só estavam eu, Pedro e papai, ficamos fazendo o de costume, e depois do almoço o pai disse que tinha que sair pra resolver alguns assuntos ( que assuntos ? era domingo ), ficamos apenas eu e Pedro, e eu estava doida pra ter uma oportunidade como está, logo que o pai saiu, Pedro foi pro seu quarto, mexer no pc ou jogar algum jogo, já eu fui pro meu, pra procurar uma roupa bem excitante. E embora não tivesse grandes conceitos de actos sexuais, imaginei apenas poder tocar naquelas pernas e subir a mão em direcção aquele cuzinho.

Levei as crianças para a escola,a esposa e o cunhado para o trabalho,e neste dia Letícia não foi trabalhar,disse que não estava bem. – Mete, ai… Mete mais, seu Jorge… Ssshh! Me fode… Me arromba… – eu suplicava.